Num blog entitulado Jet Lag, estava faltando um post sobre o assunto! Algumas pessoas sofrem muito com a mudança de horário, por causa de viagens! Ficam sem comer, sem dormir! Passam o dia sonolentos e mal humorados e perdem bons dias de viagem esperando o corpo a se readaptar ao novo horário que normalmente acontece próximo à data de voltar para casa e poder aproveitar intensivamente a viagem.

Antes das dicas, vamos entender o que é Jet Lag. Seu termo médico é desconhecido, dissincronose. É uma condição fisiológica que causa alteração na forma que o organismo trabalha, o chamado ritmo circadiano. Ele é influenciado pela variação de luz, temperatura, maré e ventos. A variação do ritmo circadiano pode influenciar a digestão, estado de alerta, sono, renovação de células e controla da temperatura corporal.

É sabido, no entanto, que existem diversas fórmulas mágicas maneiras que ajudam a combater e evitar o Jet Lag.

1 – Durma no horário de dormir!

Parece simples esta dica né?! Mas quando você visita um lugar com fuso horário acima de 4 horas diferente do seu, a coisa complica!

Assim que entrar no avião, ajuste seu relógio para o horário de seu destino. Comece, ali mesmo, seguir o novo horário. Desta forma, por mais difícil que seja, tente não dormir em voos diurnos, e se for noturno, tente dormir o máximo que puder. Isto vai te ajudar a não ficar com o sono bagunçado.

2 – Coma nos horários certos

airlinemealbig

Por mais que te dê aquela fome às duas da manhã, no destino da viagem, tente se segurar. Você não janta este horário em casa, então tente seguir os horários de acordo com a hora local, mesmo que ainda não esteja com fome. Seguindo esta dica, você vai conseguir ajudar a reprogramar seu relógio biológico!

No avião, tente optar pela refeição mais light. É uma tarefa complicada pois, a não ser que esteja de primeira classe, a comida que chegará a você está longe de ser apetitosa. A opção light poderá ser ainda pior (vegetais requentados não são a melhor comida do mundo, não é?!).

3 – Sem álcool à bordo

Por mais tentador que seja tomar aquela mini garrafinha de vinho durante o voo, evite o álcool! O consumo de bebidas alcoólicas em altitude pode intensificar o cansaço e desidratação, fazendo com que os efeitos da ressaca do jet lag sejam piores para você comparado a alguém que não bebeu.

4 – Água! Bastante água!

Manter-se hidratado é a mãe de todas as dicas da vida e não é diferente com o jet lag.

5 – Se quiser dormir, desligue a TV!

united-inflight-entertainment

A luz que emana do aparelhinho de TV grudado no assento da frente não te ajuda a dormir. Sabe aquele papo de que não é bom mexer no celular antes de dormir, televisão no quarto é péssimo pra qualidade do sono? Então, no avião é a mesma coisa!

A luz da tv (celular, tablet) é um fator que ativa seu cérebro e, se você quer dormir, você quer fazer exatamente o contrário! O ideal é que, se você quiser dormir em determinada hora, desligue tudo que possa emitir este tipo de luz uma hora antes.

6 – Nada de remédios para dormir!

Não! Nem Dramin, nem melatonina! Apesar do que possam falar, lembre-se que ao tomar um medicamento/pílula para dormir, você ficará, de certa forma, sedado e acordará um pouco zonzo. Se você não se movimentar e não se hidratar durante o voo, a possibilidade de trombose venosa profunda* (em pessoas com pré disposição à doença) e embolia pulmonar podem aumentar exponencialmente.

* A trombose venosa profunda é o nome dado à formação de um coágulo sanguíneo, que ocorre geralmente na perna. Esses coágulos podem se deslocar pela corrente sanguínea e chegar a órgãos que desempenham funções vitais, o que faz com que essa condição seja extremamente perigosa. O fator imobilidade, como no caso de passageiros de avião em longas viagens, aumentam o risco.

close-up-1853400_640

Anúncios